Rede Corporativa
Santos - São Paulo - Brasil, 14 de dezembro de 2019.
02/07/2019
NOTÍCIAS
Audiência Pública sobre cães na praia traz especialistas

Na última sexta-feira (28), na Câmara Municipal de Santos, ocorreu a audiência pública sobre o projeto, de autoria do vereador Adilson Junior, que visa autorizar uma única faixa de areia da praia para os cachorros. O debate levou mais de 50 pessoas, entre munícipes e especialistas, para o auditório Zeny de Sá Goulart. O Dr. Alexander Biondo, mestre em clínica médica veterinária, doutor em patologia clínica veterinária nos E.U.A e professor da Universidade Federal do Paraná, deu início aos debates, com uma palestra sobre saúde pública.

Segundo o veterinário especialista em saúde pública, é direito de todo cachorro utilizar a areia da praia. “É direito do cidadão exigir que os animais da sociedade  recebam o mesmo cuidado que as pessoas, é um benefício para o animal”.

Além de Biondo, também participaram os vereadores Benedito Furtado e Telma de Souza, o inspetor da Guarda Municipal, José Silva de Jesus, Dr. Laerte de Carvalho, representando o setor de Zoonose da Prefeitura de Santos e o ex-vereador de Santos e médico infectologista, Dr. Evaldo Stanislau.

Para o médico infectologista, esse ambiente trará mais benefícios do que problemas. “Precisamos cuidar da saúde do animal, ter um bom regramento e educar as pessoas. Do ponto de vista psicológico, de bem-estar e de interação, é algo muito bom”.

O projeto tem uma campanha forte nas redes sociais com a página “Vai ter cachorro na praia Santos”. Segundo líderes desse movimento, a permissão para uma determinada faixa de areia é direito do cachorro e trará muitos benefícios para os tutores e grande apoio turístico.

O PROJETO E A REPERCUSSÃO

O projeto de lei complementar (PLC) 29/2019, que visa permitir um faixa de areia para os cachorros, determina que os cães estejam identificados com nome e telefone de seus donos em coleiras, sejam sociáveis, estejam com suas carteiras de vacinação em dia, além do atestado de vermifugação fornecido por um veterinário devidamente registrado no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

Segundo o vereador Adilson Junior, será um grande benefício turístico para a cidade de Santos, pois as praias pet friendly já existem em vários países. “A permissão de uma faixa de areia é realidade em vários locais do mundo. Só nos Estados Unidos são mais de 400 praias autorizadas, assim como na Holanda, Alemanha, Croácia, Inglaterra e diversos outros países.”

No Brasil, a cidade de Natal (RN) já permitia informalmente, e no início deste ano aprovou a Lei, sendo a protagonista no país. “A cidade de Santos sempre foi uma cidade inovadora e à frente de seu tempo, não há como negar que é uma tendência”, disse o parlamentar santista.

Após a apresentação, a PLC seguiu para a Diretoria Jurídica e ainda passará pelas comissões pertinentes dentro da Câmara. Adilson diz estar otimista e acredita que, se aprovado, a lei estará em vigor ainda este ano.

APOIADORES

Um dos maiores apoiadores do projeto é o técnico do Santos Futebol Clube, Jorge Sampaoli, que viralizou na mídia em colocar a camisa da campanha “Vai ter cachorro na praia Santos” durante sua entrevista coletiva na sala de imprensa da Vila Belmiro.

“É um pedido da torcida para que os cachorros possam pisar na areia de Santos. Como também tenho cachorro, gostaria dessa possibilidade para que o cachorro possa desfrutar da praia”, disse. O treinador argentino tem quatro cães border collies: Nala, Satia, Bucha e Lola.

Outro apoiador de Santos é grupo de futevôlei, comandado pelo técnico Rodrigo Malla. Segundo a equipe, o projeto proporciona um melhor convívio entre os cães e seus tutores, pelo bem-estar que faz parte da nossa família.

“Somos super a favor a campanha, eu tenho duas filhas e um poodle e elas pedem para ir à praia com ele.  Ele faz parte da minha família”, disse o técnico Rodrigo Malla.

SAÚDE

A maior preocupação dos moradores santistas é a saúde pública. Para a bióloga e médica veterinária, Márcia Baptista, os cães, devidamente saudáveis, não oferecem riscos. “Para transmitir doenças o cachorro precisa estar infectado. O cão poder desfrutar a natureza, é muito benéfico para o psicológico do cão, e consequentemente da família.”

Dr. Alexander Biondo também explicou na audiência que todos os cachorros saudáveis não transmitem doenças. “Por isso que todos que dormem com seus cachorros nunca tiveram doenças”. Hoje, os cachorros frequentam shoppings, restaurantes e até cinemas em Santos. Para o veterinário, é o momento ideal para o projeto. “Não podemos cometer a loucura de perder esse momento histórico", finaliza.


Atalhos da página



Redes Sociais

Telefone: (13) 3219-5707
Endereço do gabinete: Praça Tenente Mauro Batista de Miranda, nº 1 - Vila Nova - Santos/SP
Rede Corporativa e-Solution Backsite